Eleição para diretoria da ARQ-SP – Gestão 2019-2022

Inscrição de chapa: CHAPA Nº 01

Data da inscrição: setembro de 2019

DIRETORIA:

Presidente – Ana Célia Navarro de Andrade

Doutora em História Social pela USP.
Historiógrafa do Centro de Documentação (CEDIC) da PUC-SP.
Professora do Curso de Pós-Graduação Arquivos e Bibliotecas Escolares do UNIFAI.

Vice-Presidente – Clarissa Moreira dos Santos Schmidt

Doutora em Ciência da Informação pela USP.
Professora do Curso de Arquivologia da UFF.

Secretária – Camilla Campoi

Mestra em Ciência da Informação – PPGCI/UFF.
Arquivista na empresa Grifo Projetos Históricos e Editorais Ltda.
Professora do Curso Técnico em Arquivo – Etec/SP.

Tesoureira – Raquel Oliveira Melo

Mestranda Ciência da Informação ECA- USP.
Membro da CADA/MPSP.

CONSELHO FISCAL:

Ana Maria de Almeida Camargo (USP)
Heloísa Liberalli Bellotto (USP)
Johanna Wilhelmina Smit (USP)

PROPOSTA DE TRABALHO PARA A GESTÃO 2019-2022

  1. Dar prosseguimento à realização de cursos e eventos.
  2. Incrementar as parcerias com instituições públicas e privadas.
  3. Incrementar a publicação de obras de interesse da área, inclusive com a criação/publicação de um boletim online e/ou de uma revista anual.
  4. Manutenção do site, da loja online e do blog Ponto de Vista.
  5. Fortalecimento da ARQ-SP nas mídias sociais.
  6. Melhorar a mala direta de associados e de interessados.
  7. Fortalecer o relacionamento da ARQ-SP com associações congêneres nacionais e estrangeiras.
  8. Criar um sistema de cobrança de anuidades mais efetivo e incentivar novas filiações.
  9. Criar e enviar a carteirinha da ARQ-SP para os associados.

MARILENA LEITE PAES

A Arquivologia brasileira acaba de perder um dos mais qualificados esteios da sua consolidação como campo de formação, ensino, pesquisa e atuação profissional. Ao longo de toda uma vida dedicada aos arquivos, Marilena Leite Paes tornou-se referência obrigatória para todos aqueles que trabalham na área. Qualquer coisa que se possa dizer a respeito dela, nesse momento, estará sempre aquém de uma real apreciação de seu legado.

À frente dos serviços de documentação da Fundação Getúlio Vargas, no Rio de Janeiro, de 1955 a 1993, ali implantou um sistema de arquivos que se tornou modelo para instituições congêneres. Tal experiência resultou em intensa atividade didática, lastreada inicialmente pela apostila O papel da arquivística na documentação, de 1969, e mais tarde no manual Arquivo: teoria e prática, de 1986, que conheceu sucessivas edições.

Foi notória sua participação no I Congresso Brasileiro de Arquivologia, realizado no Rio de Janeiro em 1972, ocasião em que ministrou curso introdutório para um significativo público de interessados. Segundo Heloísa Liberalli Bellotto, era a primeira vez em que muitos dos que atuavam na área como voluntários, auxiliares, estagiários, pesquisadores ou técnicos tinham diante de si uma apresentação realmente didática, lógica, clara e ordenada da teoria, da metodologia e da prática arquivísticas; e tudo isso “demonstrado na forma direta, simples, alegre e descomplicada própria da personalidade da nossa Marilena”.  

Além das atividades exercidas junto à Associação dos Arquivistas Brasileiros, que ajudou a fundar em 1971, e ao Conselho Nacional de Arquivos, que coordenou de 1994 a 2011, Marilena Leite Paes prestou consultoria ao Arquivo do Estado de São Paulo na década de 1980. Juntamente com Helena Corrêa Machado, foi responsável pela implantação do SAESP – Sistema de Arquivos do Estado de São Paulo, cujo primeiro fruto foi a publicação, em 1987, do Diagnóstico da situação dos arquivos do governo do Estado de São Paulo. 

Aliando-se aos familiares e amigos de Marilena Leite Paes, a Associação de Arquivistas de São Paulo – que teve a honra de tê-la como sócia fundadora e de publicar, em 2005, Gestão de documentos de arquivo, texto que escreveu para inaugurar a série Instrumenta) – não poderia deixar de reverenciar seu nome e de lamentar o ocorrido. Sentiremos saudades de seu espírito jovial, do otimismo com que enfrentava as adversidades e, acima de tudo, da ética  que sempre caracterizou sua conduta profissional.   

ASSEMBLEIA GERAL E ELEIÇÃO PARA DIRETORIA DA ARQ-SP (2019-2022)

Prezado(a) associado(a),

Para o encerramento da gestão 2016-2019 da ARQ-SP, convocamos todos os associados para participar da ASSEMBLEIA GERAL que será realizada às 19 horas do dia 16 de janeiro de 2020, na sede da Associação de Arquivistas de São Paulo (Av. Prof. Lineu Prestes, 338 – Térreo – Sala N).

Pauta da Assembleia Geral:

I – apreciação e votação dos balanços financeiro e patrimonial dos exercícios 2016 a 2019, proposta orçamentária anual, com os respectivos pareceres do Conselho Fiscal;

II – apreciação do relatório anual de atividades;

III – discussão e deliberação sobre os assuntos que lhe forem submetidos; 

IV – eleição da Diretoria e do Conselho Fiscal da gestão 2019-2022, conforme Estatuto da ARQ-SP.

Esclarecemos que o atraso na convocação da Assembleia se deu pela participação de parte da Diretoria e do Conselho Fiscal da associação em congresso internacional realizado no mês de outubro de 2019, do baixo índice de anuidades recebidas referente ao ano de 2019, da ausência de apresentação de chapas e pela reformulação do processo eleitoral.

Com objetivo de aumentar a participação dos associados, a partir deste ano, a eleição será eletrônica, através da plataforma Helios Voting, que utiliza uma das tecnologias mais avançadas disponíveis no mercado, desenvolvida pelo pesquisador do grupo de criptografia e segurança da informação do Instituto de Tecnologia Massachusetts (MIT), Ben Adida. No que se refere à segurança da votação eletrônica, o sistema protege o segredo do voto. A criptografia, nos mesmos moldes da tecnologia de serviços bancários, traduz a escolha do eleitor numa forma codificada antes de enviá-la ao servidor de dados, impedindo que o voto seja revelado de forma individualizada, alterado ou excluído. A senha enviada para cada eleitor não é de conhecimento de nenhum administrador do sistema, pois é gerada eletronicamente pelo Helios. O associado que tiver qualquer dúvida poderá entrar em contato conosco pelo e-mail  comissaoeleitoralarq@gmail.com e, aqueles que preferirem, poderão votar presencialmente [em uma urna que estará disponível a partir das 16 horas do dia 16 de janeiro de 2020], na sede da ARQ-SP.

Para participar do processo eleitoral é necessário estar QUITE com a anuidade de 2019. Os associados que tiverem alguma pendência com a ARQ-SP têm até o dia 10 de JANEIRO de 2020 para resolvê-las.

Lembramos que a anuidade corresponde ao intervalo entre os dias 01 de janeiro a 31 de dezembro do ano-exercício correspondente ao seu pagamento. Lembramos também que a Associação necessita de recursos para a promoção de eventos, publicação de livros em suporte papel, além de representação e fortalecimento da Arquivologia no Estado de São Paulo. Agradecemos a colaboração e contamos com a participação de todos.

Atenciosamente, Diretoria da ARQ-SP (GESTÃO 2016-2019)

Novo blog da ARQ-SP

A Associação de Arquivistas de São Paulo (ARQ-SP) acabou de lançar seu novo blog, espaço exclusivamente destinado à manifestação da opinião da entidade sobre o que se escreve ou publica a propósito dos arquivos, com o objetivo de estimular o exercício crítico e o debate entre os profissionais da área.

O blog é fechado mas aceita colaboração. Qualquer pessoa poderá encaminhar um texto, de preferência não muito extenso, para o e-mail <diretoria@arqsp.org.br>, devidamente acompanhado do material objeto da manifestação.

Após análise, se a Associação de Arquivistas de São Paulo estiver de acordo com a manifestação, assumirá totalmente a responsabilidade por sua publicação no blog, resguardando o anonimato de seu autor.

Em tempos de acesso à informação, nosso objetivo não é levar ninguém para a “fogueira”, e sim estimular o pensamento crítico, levantando questões relevantes para a área e seus profissionais.

Para acessar o blog Ponto de Vista, acesse: https://pontodevistaarqsp.wixsite.com/blogpontodevista

Anuidade ARQ-SP 2019 e eleição de Diretoria

Prezado associado,

Por motivos de participação em evento internacional em outubro (mês dedicado à eleição de nova diretoria) e do número extremamente baixo de anuidades pagas referente ao ano vigente, a atual diretoria da Associação de Arquivistas de São Paulo resolveu transferir as eleições do próximo triênio (2019-2022) para janeiro de 2020. Desde já se encontram abertas as inscrições para as chapas que desejam concorrer, lembrando que todos os membros da diretoria (presidente, vice-presidente, secretário e tesoureiro) e do Conselho Fiscal (três membros) deverão ser associados e estar quites com a anuidade de 2019.

Todo associado quite com a anuidade de 2019 (vigência: janeiro a dezembro de 2019) estará apto a votar e ser votado.

Solicitamos a todos que ainda não tenham efetuado o pagamento da anuidade de 2019 que o façam até 30 de dezembro de 2019.

Acesse o site <arqsp.org.br>, clique em LOJA / FILIAÇÃO e clique sobre o botão COMPRAR referente à categoria adequada (instituição, estudante*, profissional), e siga as orientações para o pagamento de sua anuidade.

Caso ainda não tenha cadastro no site da ARQ-SP, acesse o site, clique em MINHA CONTA no menu superior, complete com as informações solicitadas; saia do site para validação dos dados; retorne, acesse a loja e siga as orientações mencionadas no parágrafo anterior.

Caso prefira efetuar depósito ou fazer transferência direta para a conta da ARQ-SP no Banco Santander, entre em contato com nossa secretária pelo telefone (11) 3091-3795 ou pelo e-mail secretaria@arqsp.org.br e solicite os dados bancários da Associação. Não se esqueça de enviar cópia do comprovante de depósito/transferência, após ter realizado a transação, para que possamos regularizar sua situação.

Atenciosamente,

Diretoria da ARQ-SP (atualizado em setembro/19)

*Estudante de curso técnico ou de graduação.

Nota de falecimento

A Associação de Arquivistas de São Paulo lamenta profundamente o falecimento de Clóvis Molinari Jr., servidor do Arquivo Nacional, especialista em tratamento e preservação de imagens em movimento, professor e grande amigo. Por duas vezes, em 2002 e 2004, Molinari ministrou com muito alegria e simpatia, sua marca registrada, a oficina “Como preservar e organizar discos, fitas e filmes”, como parte da programação do Projeto “Como Fazer”, criado pela ARQ-SP em 1996, e ainda hoje em desenvolvimento.

Nota sobre o atendimento no mês de janeiro

Informamos que a secretaria da ARQ-SP estará fechada entre os dias 1 e 14 de janeiro de 2019. Neste período, portanto, não haverá atendimento presencial, por telefone ou pelo e-mail “secretaria@arqsp.org.br”.

O atendimento pelos e-mails da Diretoria (diretoria@arqsp.org.br) e da Comissão de Cursos (cursos@arqsp.org.br) funcionará normalmente durante o período de férias da secretaria.

Pedidos de itens pela Loja Virtual da ARQ-SP poderão ser feitos pelo site, porém os produtos serão processados e despachados a partir do dia 15/1.

As inscrições em cursos e eventos poderão ser realizadas normalmente pelo site e serão processadas imediatamente pela equipe da ARQ-SP.

 

A Associação de Arquivistas de São Paulo deseja a todos um 2019 feliz e produtivo!

Reunião de rearticulação do Escudo Azul/Blue Shield no Brasil (08/11/2018, às 16h30, na Biblioteca Mário de Andrade)

Prezados(as) colegas,
No próximo dia 8 de novembro às 16h30 será realizada, na Biblioteca Mário de Andrade (R. da Consolação, 94 – República, São Paulo), reunião para tratarmos da rearticulação do Escudo Azul Brasil. Contamos com a presença de todos os antigos participantes e interessados.
 
Convidamos a todos os profissionais interessados para a reunião de rearticulação do Escudo Azul / Blue Shield no Brasil. O objetivo é a reativação e estruturação da importante iniciativa que tem por missão principal a proteção do patrimônio cultural mundial e o apoio técnico-profissional voluntário a acervos, instituições e sítios culturais em situação de risco. O encontro será realizado no dia 08 de novembro, às 16:30, na Biblioteca Mário de Andrade (R. da Consolação, 94 – República, São Paulo).
 
Cordialmente,
 
Comissão de Transição do Escudo Azul no Brasil
Diretoria do ICOM Brasil

Arquivos pessoais são tema de encontro na UFMG

Nos próximos dias 6 e 7 de novembro, acontece em Belo Horizonte o Encontro “Universidade e arquivos pessoais: custódia, preservação, difusão”, organizado por professores dos cursos de Arquivologia e Museologia da Universidade Federal de Minas Gerais.

A programação conta com conferência de abertura proferida pela Profa. Dra. Ana Maria de Almeida Camargo, da Universidade de São Paulo. No dia 6, palestram também Fernando Mencarelli, professor da Escola de Belas Artes, e Diná Araújo, diretora da Divisão de Coleções Especiais da Biblioteca Universitária da UFMG. No dia 7, a Profa. Dra. Elizabeth Ribeiro Azevedo, da USP, falará sobre a experiência do Centro de Documentação Teatral da Universidade de São Paulo e os professores Marta Melgaço, Verona Segantini e José Francisco G. Campos apresentarão o relato da experiência realizada com o arquivo do teatrólogo João das Neves, desenvolvida com alunos da Escola de Ciência da Informação da UFMG.

O evento é gratuito e as inscrições poderão ser feitas no local do evento. Será conferido certificado aos participantes.

Universidade e arquivos pessoais: custódia, preservação, difusão

Quando? 6 e 7 de novembro de 2018, das 19:00 às 22:00

Onde? Auditório da Escola de Belas Artes da UFMG (Av. Antônio Carlos, 6627, Pampulha, Belo Horizonte) 

[Palestra] Arquivo Comitê de Defesa dos Direitos Humanos para os Países do Cone Sul: Preservação para acesso e pesquisa

O Arquivo Geral da USP e a ARQ-SP convidam

Palestras do Arquivo Geral da USP

ARQUIVO COMITÊ DE DEFESA DOS DIREITOS HUMANOS PARA OS PAÍSES DO CONE SUL: PRESERVAÇÃO PARA ACESSO E PESQUISA

com Ana Célia Navarro de Andrade

Criado no final dos anos 1970, o Comitê de Defesa dos Direitos Humanos para os Países do Cone Sul (Clamor) firmou sério compromisso com seu slogan “Solidariedade não tem fronteiras”, o qual, nos dizeres de Charles Harper, “influenciou de forma precisa nas estratégias adotadas pelo Conselho Mundial de Igrejas como resposta às urgentes necessidades de respeito aos direitos humanos na região” (Harper, 2007). Esse compromisso pode ser facilmente comprovado em uma rápida consulta a seu arquivo, recolhido ao acervo do Centro de Documentação e Informação Científica, CEDIC/PUC-SP, nos anos de 1993 e 1999. Desde então, diversos projetos vêm sendo realizados para a identificação, organização, descrição e digitalização dos documentos do Fundo Clamor com vistas à sua preservação e, num futuro bem próximo, à disponibilização de sua versão digital para consulta online. Neste sentido, a palestra pretende apresentar pequeno histórico da trajetória do Comitê na defesa dos Direitos Humanos, enfatizando seu grande potencial para pesquisa, e relatar as ações até então desenvolvidas com vistas à preservação dos documentos originais e à disponibilização de seu acervo digital para acesso online

Sobre a palestrante: Graduada e licenciada em História (1987), mestre em Ciências/História Social (2000) e doutoranda em História Social, pela Universidade de São Paulo. Desde 1992 ocupa o cargo de Historiógrafa no Centro de Documentação e Informação Científica, (CEDIC/PUC-SP), onde é responsável pelo setor de Conservação e Reprografia. Docente, desde 1997, do curso de extensão cultural “Introdução à Política e ao Tratamento dos Arquivos” (CEDIC/PUC-SP)  e do curso de pós-graduação em Gestão de Arquivos e Bibliotecas Escolares (UNIFAI) desde 2016. Tem ministrado cursos e palestras sobre reprografia de preservação, conservação de acervos, implantação de centros de documentação e gestão documental em várias cidades do Brasil. Atualmente, exerce o cargo de presidente da Associação de Arquivistas de São Paulo em sua quarta gestão consecutiva, tendo coordenado a comissão de cursos da Associação de 2007 a 2014. É membro do Conselho Consultivo do Projeto Memórias Reveladas/Arquivo Nacional, do Conselho Consultivo do Arquivo Histórico de São Paulo e do Comitê Científico Internacional da revista Fuentes (Bolívia). Tem organizado e participado de congressos, encontros e seminários, nacionais e internacionais, apresentando trabalhos sobre sua área de atuação, incluindo projetos sobre organização de acervos de Direitos Humanos no período das Ditaduras Civil-Militares no Cone Sul. Possui diversos trabalhos publicados.

Quando? 30 de outubro de 2018, às 14 horas

Onde? Arquivo Geral da USP. Rua Francisco dos Santos, 107, Cidade Universitária, São Paulo – SP. (Travessa da Av. Prof. Lineu Prestes, altura do Instituto de Ciências Biomédicas ICB-4). Veja o mapa.

Quanto? Grátis!

Clique aqui para fazer a sua inscrição

Atenção! Esta é uma atividade gratuita e as vagas são limitadas. Faça a sua inscrição apenas se tiver real interesse em participar. Caso tenha se inscrito e não puder comparecer, comunique a desistência com antecedência (cursos@arqsp.org.br), assim a vaga será cedida a outro participante 😉  

  • Associação de Arquivistas de São Paulo
    ARQ-SP
  • Av. Prof. Lineu Prestes, 338 - Térreo Sala N
    CEP: 05508-000 - São Paulo - SP
  • Telefone / Fax: (11) 3091-3795
    Email: secretaria@arqsp.org.br